Seguindo o blog

Postagem em destaque

PERFUME DE MULHER - Soneto

Tu que tens os aromas e as cores Da beleza que invade meu querer Adornada em paisagens de amores Adentrando o oasis do meu ser....

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

DISTÂNCIA - Poema


 A saudade que eu sinto é tão intensa
Que eu até posso sentir o teu perfume
Quando fecho os meus olhos posso ver
Todo o brilho e intesidade do teu lume

Mas o dia vai passando, vem a tarde,
Logo a noite tomará o seu lugar
E essa falta de você, que só aumenta...
Quero ouvir a tua voz, vou te ligar.

Quero ouvir voce dizer que me adora
Que eu sou o seu amado, sou teu rei
Pois voce, minha rainha, és senhora
Do amor que só a ti eu dediquei.

Ja não vejo o momento de voltar
E então poder te dar o meu amor
Outra vez meu coração vai disparar
No momento em que sentir o teu calor

Ao sentir teu coração acelerado,
Fico certo que você também me quer.
Na certeza que nasci pra ser seu homem
E você nasceu pra ser minha mulher

Ai, que vontade louca, sinto de de voce!
De sentir teu coração unido ao meu,
Do meu corpo enroscado com o teu,
Parecendo ocupar um só lugar.

Nossos corpos procurando respirar
Um do outro a essência do prazer.
Entre beijos e carícias, quero ver
Você toda, implodir de emoção
Lentamente se acalma o coração
Pois teu corpo ja repousa, lento, enfim.
Vou setir-me fazer parte de voce.
Pois voce ja tem morada fixa em mim.

José Bento

Um comentário: